Autorregulação do crédito consignado: Como proteger seus direitos?

Autorregulação do crédito consignado: Como proteger seus direitos?

Já ouviu falar em autorregulação do crédito consignado? As pessoas estão cada vez mais informadas e preparadas para cobrar que os seus direitos sejam respeitados.

As instituições financeiras trabalhavam com um sistema ultrapassado e não conseguiam prestar um bom atendimento.

Diante desse cenário, algumas instituições decidiram criar a autorregulação do crédito consignado.

Essa iniciativa tem como finalidade estabelecer regras que tem o objetivo de melhorar o relacionamento com o cliente, e tornar o processo de contratação de empréstimo consignado mais transparente e seguro.

O que é a autorregulação do crédito consignado?

A autorregulação do crédito consignado foi criada pela FEBRABAN – Federação Brasileira dos Bancos – e pela ABBC – Associação Brasileira dos Bancos.

O objetivo da autorregulação é melhorar o atendimento ao cliente que utilizam ou utilizarão o crédito consignado.

É um conjunto de medidas que foi criado pelo sistema financeiro com o objetivo de melhorar e aperfeiçoar o atendimento ao cliente.

Os bancos já perceberam que é preciso melhorar o relacionamento com os clientes e por isso estão trabalhando para encontrar meios de fazer isso com eficiência.

Principais objetivos da autorregulação do crédito consignado

A autorregulação do crédito consignado foi desenvolvida com alguns objetivos principais. Entre eles:

  • A criação e implementação de um sistema de bloqueio de ligações que fazem com que o consumidor decida se quer receber ofertas. Deste modo evitamos causar transtornos a pessoas que não tem interesse em contratar credito consignado.
  • A criação de uma base de dados que permita monitorar a satisfação dos clientes através do registro de reclamações ou elogios.
  • Investir na implementação de um sistema de transparência, garantindo a oferta correta do produto e evitando o assédio comercial.
  • O objetivo principal para essa série de medidas é garantir um ambiente mais regulado e seguro, que esteja preparado para atender os clientes da melhor maneira possível.

Adesão dos bancos à autorregulação do crédito consignado

Os bancos interessados em aderir às medidas de autorregulação podem participar voluntariamente.

A autorregulação não é uma medida obrigatória por lei, como o próprio nome já diz é uma regulação feita pela própria instituição financeira que demonstrar interesse.

Mas, participar dessa iniciativa é muito vantajoso para os bancos. Os clientes sempre irão preferir uma instituição financeira que tenha um atendimento melhor.

Então, consequentemente aplicar medidas de autorregulação irá atrair a atenção de mais clientes e pode gerar um aumento no número de contratos.

Não perturbe

Muitas pessoas estão cansadas de receber ligações de serviços de telemarketing que não são interessantes. Na verdade, é algo que pode até chegar a atrapalhar a rotina das pessoas.

Pensando nisso, a FEBRABAN e a ABBC criaram um sistema parecido ao “Não perturbe” para melhorar a experiência dos clientes.

Com esse serviço, os clientes que não desejam receber ofertas de crédito consignado podem cadastrar o seu número de telefone e solicitar o bloqueio desse tipo de chamada.

E se algum banco ou correspondentes não respeitarem a vontade do cliente, poderão ser notificados ou multados. Contudo, o cliente pode voltar atrás a qualquer momento e cadastrar novamente o seu telefone para voltar a receber ofertas.

Lincred

Equipe Editorial Lincred

Somos especialistas em finanças e focados na geração de conteúdos relevantes sobre este tema, trazendo informações úteis para o seu dia a dia.

Avaliações de clientes

Saiba o que nossos clientes acham de nós.
Todos os depoimentos são enviados espontaneamente em nosso perfil do Google :)

Quer fazer um empréstimo?

A Lincred pode te ajudar a conseguir o dinheiro que você está precisando! Receba propostas de empréstimo de diferentes bancos e escolha a melhor para você.